EPIDEMIOLOGIA DA HANSENÍASE NO MUNICÍPIO DE CARIRÉ - CEARÁ, 2001 A 2010

Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto, Benedita Tatiane Gomes Liberato, Francisco Rodrigues Martins, Adriano Ferreira Martins, Jurandi Pontes Carvalho Filho, Marcel Gurgel Carlos da Silva

Resumo


A hanseníase é um importante problema de saúde pública, que vem acometendo e mutilando física e socialmente inúmeros sujeitos. O estudo objetivou realizar avaliação epidemiológica e operacional da hanseníase no município de Cariré - Ceará, a partir de uma pesquisa epidemiológica, descritiva e temporal, com os casos notificados no período de primeiro de janeiro de 2001 a 31 de dezembro de 2010, da base de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) da Secretaria Municipal da Saúde de Cariré, em 116 casos, residentes no município. Observou-se que nos últimos anos houve uma elevação no número de casos novos de hanseníase e da taxa de incidência e do coeficiente de prevalência, principalmente no ano de 2010, devido a uma maior busca ativa, melhoria na capacidade diagnóstica e avaliação dos contatos. Tais achados são importantes, se considerarmos a endemia oculta existente. Apesar da hiperendemicidade do município estudado, ações para eliminação da hanseníase vêm sendo desenvolvidas de forma efetiva.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Revista Gestão & Saúde (ISSN 19824785).

Revista coordenada pelo Nucleo de Estudos em Educação, Promoção da Saúde e Projetos Inclusivos (NESPROM), do Centro de Estudos Avançados Multidiciplinares (CEAM), da Universidade de Brasília (UnB).